Entre flores e verduras

PANORÂMICA: visão estendida da feira de Alvinópolis, bem maior do que a de Joanópolis

Roberta Damiani

A feira de Joanópolis não chega a ser grande, como as de São Paulo ou mesmo de Atibaia. São poucas as barracas e, em sua maioria, vendem roupas. Ao todo, a feira conta com uma barraca de hortifruti, um carro de flores e seis barracas de roupas. Mas, mesmo sendo uma feira tão pequena, tem muitas histórias para contar.

Seu Sebastião Aparecido dos Santos, morador de Bragança Paulista, é um dos pioneiros na feira de Joanópolis. Feirante há 42 anos, ele conta que já fez muitos amigos ao longo desse tempo e que a feira já foi em diferentes lugares da cidade. Fiquei muito tempo conversando com o seu Bastião da Feira, como gosta de ser chamado. Ele me contou que ele e sua barraca já trabalharam em Vargem, Atibaia e Bragança, e em todos os lugares foi bem recebido, sempre com boas vendas.

Os produtos que vende – frutas, legumes e verduras – são cuidadosamente selecionados por seu filho, que hoje é quem toca a barraca, da qual seu Bastião antes tomava conta. As verduras são plantadas em sua casa, enquanto os outros produtos são buscados no CEASA, em Campinas.

Outro feirante com quem conversei foi Regis das Flores, um senhor muito simpático, que me contou em detalhes como foi entrar para o mundo da Mãe Natureza – ele vende diversos tipos de plantas, de orquídeas a ervas medicinais. Algumas ele mesmo planta, outras, vai a lugares distantes comprar. “O melhor para o cliente”, diz, orgulhoso. Graças aos conhecimentos repassados por sua descendência indígena e natureza nordestina, o senhor Regis ensina os clientes a usar as ervas que compram e qual utilidade de cada planta.

Quando seu Regis fala, dá para perceber o quanto gosta do que faz. Fica claro que há algo especial com aqueles pequenos fragmentos verdes – o que, para mim, como observadora naquele momento, foi o mais tocante. Seu Regis começou vendendo orquídeas para as datas especiais, já que nestas épocas as vendas são maiores. Até que um banco comprou tudo o que tinha para vender e mudou-se para o interior.

A feira de Joanópolis, mesmo sendo pequena e com poucos comerciantes, conta muitas histórias. Quem olha, logo percebe que ali tem coisas únicas, que não se encontram em outro lugar: tem tradição, tem paixão, tem fidelidade… Tem histórias.

Foto: Fabio Galuppi

Leia mais

Anúncios

Comente este post ...

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s