Colonia e cultura japonesas

Comida japonesa requer especialistas para lidar com os ingredientes

Jaqueline Mikondo

Uma expressiva parcela da população da cidade de Atibaia é constituída de descendentes japoneses. Boa parte veio para o Brasil visando guardar dinheiro para voltar para sua terra natal, mas com envolvimento do Japao na Segunda Guerra Mundial esse sonho foi substituido pelo novo lar. Muitos imigrantes vieram para trabalhar nas lavouras das fazendas de café. 

Os trabalhadores guardavam o dinheiro e buscavam terras férteis para plantar e criar seus filhos, motivo pelo qual muitos imigrantes vieram para Atibaia, integraram-se a sociedade e introduziram sua cultura na regiao. Mioko Matsumoto, de face serena e ao mesmo tempo de
porte altivo, no começo da sua terceira idade, faz parte da terceira geração de descendentes
japoneses.Seus avós foram um dos primeiros imigrantes. Mioko nasceu no estado do Paraná
e veio para Atibaia. Hoje ela faz parte da colônia japonesa 
de Atibaia, e alem de participar  também coordena o grupo de mães voluntárias do beisebol da cidade.

A colônia japonesa e um exemplo de uniáo na região. Eles se reúnem de forma organizada
para fazer eventos de grande e pequeno porte, como por exemplo, a tradicional Festa das Flores e Morango de Atibaia, que em doze dias chega a receber cerca de cem mil visitantes. O grupo também faz todo o ano a “Festa do Chopp”, que é produzida pelo grupo do Beisebol e do Softbol que a senhora Matsumoto tem orgulho de ajudar a organizar: “Outras cidades tentaram
reproduzir, porém sempre saem brigas e prejuízos. Já em Atibaia a Festa do Chopp é realizada há
mais de 10 anos e nela não tem brigas e nem falta de respeito”, diz Mioko, orgulhosa pela união da colônia e pelo respeito que ela sugere aos participantes e visitantes.

Nessas festas, a colônia tem como objetivo arrecadar dinheiro para fins conjuntos: “Temos a convicção que a colônia é uma só. Fazemos pensando em nossos filhos e netos para que a cultura japonesa de Atibaia seja preservada, bem como pela Associação Cultural Japonesa e pela sua manutenção”, conclui

A Associação Cultural Japonesa de Atibaia possui vários departamentos, incluindo o Beisebol, Softbol, Karaoke, Coral, Dança, Gatebol, Taiko entre outros. Todos trabalham com o  mesmo objetivo. A convivência e os eventos criam laços de amizade estendendo se no cotidiano destas pessoas. Quando algo importante acontece, seus membros são avisados do ocorrido. Exemplo disso está nos falecimentos: quando ocorre todos da colônia são informados e comparecem nos velórios e sepultamento.

O povo japonês é discreto e tende a preservar sua cultura e sua forma de pensar e agir. Isso justifica o fato da lenta miscigenação no Brasil. Esse é um traço que ainda permite sentir a presença da cultura na cidade e região.


União do povo japonês dá-se em bases de respeito mútuo preservação de valores e a cultura milenar.

Por isso, tudo o que fazem tem como objetivo reforçar os traços de sua identidade e da constituição familiar.

A lenta miscigenação ainda permite localizar e apreciar estes costumes.


+Humanos … +Lugares … +Expressões

Comente este post ...

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s