Tapetes portugueses arraiolos

Expressões-Arraiolos-2

Arte arraiola é utilizada em cenários de telenovela

Laila Maciel e Fernanda Ambrosio

A tradição portuguesa escolheu o bairro do Portão para entrar e ficar em Atibaia. Isso não seria possível sem a persistência da avó da pedagoga e administradora Hilda Cruz Leite, fundadora, sócia e presidente da Arpa (Artesãos do Portão Associados). Essa arte e técnica Hilda aprendeu enquanto menina, e resolveu transformar isso em negócio lucrativo.

A estratégia para isso — além de sua formação—  foi a aliança feita com moradores de origem europeia. Esta força, somada ao domínio da técnica e a tradição lusa do comércio de tapetes foi a receita ideal. Atualmente 1.600 artesãos descendentes de europeus são membros da Arpa e confeccionam os tapetes suas próprias casas.

A manutenção da qualidade reside no permanente  preparo dos tecelões, que recebem treinamento específico para a confecção dos arraiolos. Existem dois lugares no mundo onde são produzidos estes tapetes: Brasil e Portugal. A sede nacional tem mais de trinta anos e superou várias fiscalizações e intervenções políticas.

Os tapetes são todos feitos a mão e bordados a ponto cruzado oblíquo. Cada tapete possui temas que são únicos e variados com diferentes formas:  redondo, retangular, oval e quadrado. São influências muçulmana, árabe, asteca, entre outras, desde o ponto eslavo ao cruzado hispânico, o que os tornam semelhantes aos tapetes turco e persa, considerando as diferenças no processo de produção.

O primeiro e mais antigo tapete, com mais de 300 anos, se encontra em Londres, a lã é cardada (pronta para ser transformada em fios), do século XVII. A ARPA produz este tipo de lã, que é tingida levando em conta a qualidade e a preservação da cor por muitos anos. O valor das peças é histórico e os preços variam de R$ 60,00 a R$ 13.000,00.

Há tapetes com mais de 500 mil pontos, sem arremates no lado avesso. Os consumidores deste produto geralmente são pessoas com alto poder aquisitivo, artistas famosos, turistas, simpatizantes da arte europeia, e empresários que buscam arte personalizada para cenários televisivos e gravação de novelas.


  Cultura e a arte de fazer tapetes de ponto arraiolos dura mais de 300 anos.

Feitura pode exigir mais de 500 mil pontos, sem arremates no lado avesso.

Consumidores são de alto poder aquisitivo, artistas famosos, turistas e  simpatizantes da arte europeia.


+Humanos … +Lugares … +Expressões …

Um pensamento sobre “Tapetes portugueses arraiolos

Comente este post ...

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s