Rádio Bragança 65 anos no ar

Direção AM 1310

MODERNIDADE: Bruno, Nho-Nico, primeiro locutor, e José de Lima proprietário da emissora Foto( Ted Fagundes)

 

Ted Fagundes

Apesar deter sido fundada em 30 de Abril de 1948  A primeira emissão radiofônica oficial ocorreu dia 4 de abril de 1948, quando participaram autoridades e figuras representativas da sociedade bragantina. A radio nos primeiros anos ela funcionava no centro de Bragança Paulista em uma casa de teatro pois naquela época era comum os programas serem festivais e ser feito ao ar livre com plateia e cantores e gincanas ao vivo. Nho –Nico foi um dos primeiros funcionários da emissora e trabalhou por lá 60 anos ou seja praticamente a vida dele e da radio juntos e conta como era na época.

Na década de 70 a radio ganhou um prédio em parceria com a Diocese onde esta hoje localizado na coronel Osório 84 na mesma época em que José de Lima investiu e comprou a emissora. Que na época ninguém queria pois ninguém tinha a visão que poderia dar lucros no futuro. O futuro da rádio vem ganhando  com a meta definida pela sua diretoria atuando em várias frentes: novos equipamentos, modernização das instalações e entrada no ar das chamadas rádios digitais. Estão envolvidos produtores, técnicos, operadores de som, discotecários, locutores, narradores, redatores, repórteres, setoristas, humoristas, sonoplastas, contra-regra, cantores e maestros. A rádio também desenvolve prestação de serviços, como campanhas de saúde, educação, redução de impostos, melhoria no transporte e segurança, defesa do consumidor ,entre outras. A AM 1310 ganhou muita proporção nacional em 1990 com as transmissões dos jogos do Bragantino que estava em uma ótima fase.

Estúdio onde acontecem as transmissões on line. Foto (Ted Fagundes

Foi a partir do ano 2007 quando a internet se tornou  uma  ferramenta   mais utilizada e as pessoas  deixaram de ouvir um  pouco o rádio Am  devido ao som e dando prioridade ao Fm com  isso as   vendas de propagandas caíram. Quando em 2010 a radio investiu mais  de 45 mil reais em equipamentos para  concorrer com a internet.A Rádio  Bragança oferece mais  uma ferramenta para conquistar  milhares  de   pessoas ,  interligada a Rede Mundial  de Computadores através do  site http://radiobraganca.com.br/site/  já está transmitindo sua programação  para todo o planeta através da “TV On Line” em  canal  de áudio e imagem  com  adequados  equipamentos ,cameras digitais ,estúdios diferenciados  e suporte técnico  para  qualquer transmissão externa. A rádio Bragança conta hoje com o poder de investir na mudança do Am para o Fm que deve  acontecer até Agosto de 2014.O empresário e proprietário Jose de lima já investiu cerca de 1,5 milhão  em equipamentos modernos para essa mudança como transmissor digital microfones mesas de Som entre outros que darão mais qualidade a quem ouvir a radio agora a partir de agosto em Frequência modulada Fm. Para ele investir em algo como rádio é investir na população na cultura na prestação de serviços é investir no jornalismo local e regional deixando as pessoas que nos ouve bem informadas.

FAAT Faculdades promove oficina de rádio aos alunos de jornalismo

Matéria: Redação Casa Jor 2012
Foto: William Araújo

Acreditando no talento do jovem universitário. Foi assim que o jornalista Cyro César apresentou a oficina que ministrou durante o mês de maio na FAAT Faculdades. A medida tem como objetivo demonstrar aos alunos as diferentes formas de locução e preparação para tornar-se um radialista de sucesso.

Os assuntos abordados foram os mais diversos. Dentre eles, destacaram-se: o rádio brasileiro e sua importância e abrangência; ética profissional e noções de inteligência emocional; e linguagem do veículo e público alvo.  Toda a oficina foi destinada aos alunos de comunicação social, com ênfase em jornalismo, que estão cursando o 3º e 4º ano.

Já sobre o método de locução, Cyro afirmou que a ligação interpessoal com os ouvintes é de extrema importância. “No coração, se fala com a alma. O radialista precisa se conhecer bem e estar de bem com a vida, feliz, para cativar seu público”, ressalta. Outras dicas abordadas pelo profissional de comunicação foram técnicas de improvisação e reportagem.

Participaram ainda da oficina o radialista Alessandro Sabella, sonoplasta Maycom Viana, fonoaudióloga Keila Mazzetto, repórter Angelito Neto e o jornalista e professor da FAAT Faculdades Giuliano Tosin.

O projeto só foi possível devido a uma parceria de empresas ligadas ao meio de comunicação. São elas: FAAT Faculdades, Rádio Oficina e emissora 102,1 FM.